Sim! Feliz aniversário



“Você está ficando velha”.

Isso é o que mais escuto no meu aniversário, depois vem: “Quando você vai casar?” ou “E os namorados?”. Numa hora dessas sinto falta do bom e velho parabéns ou feliz aniversário. Só isso, não precisa dizer ou desejar mais nada. Mas para que ser tão minimalista assim, não é?

Enfim.

Reclamo sim, todos os anos, mas me divirto com cada mensagem. Família, amigos, colegas de trabalho, quase sempre surpreendem. Alguns gostam de fazer graça, outros preferem algo mais carinhoso, ou quem sabe até um pouco nostálgico (e deixo este para os parentes que adoram mandar fotos de quando você mal sabia falar). Sobra até algumas linhas para aqueles que só aparecem no dia do aniversário para deixar uma mensagem rápida no Facebook. Tem espaço para todos!

Não gosto de festas. Bem, não no meu aniversário. Não ligo para a idade, nem se vou ganhar algum presente. Prefiro que seja um dia em que eu possa fazer algo que realmente me faz feliz. Mesmo que seja algo rápido, breve. Lembranças boas, mesmo que sejam curtas, representam momentos únicos. Gosto de aniversários assim, com momentos únicos e que fazem valer o dia inteiro.

O som do britânico Olly Murs


Olly Murs, cantor, compositor e apresentador de televisão britânico. Ficou conhecido após participar e ficar entre os finalistas da sexta temporada do X Factor em 2009. Um dos ícones de maior sucesso e preferido ao sair do programa. Levou o segundo lugar, mas em seguida assinou um contrato com a Epic Music e Syco Music, na Inglaterra.

Desde então já lançou quatro álbuns: Olly Murs, In Case You Didn't Know, Right Place Right Time e Never Been Better. O seu primeiro single Please Don’t Let Me Go, estreiou em primeiro lugar nas paradas britânicas.

Além de ser dono de um carisma sem igual, Olly Murs traz músicas com letras românticas com uma pegada pop.










Quote da semana


 

Instagram // @mihgmelo