Dezoito Primaveras

A despedida nem sempre é um adeus. Pode ser um "até logo", mesmo que o logo ainda seja demorado.

A partir mais difícil de uma despedida é saber que a hora está próxima, afinal não queremos que chegue depressa. Como todo bom ser humano, nós enrolamos. Adiamos o máximo que podemos. Não sei, talvez seja a necessidade de ter certeza de que esta é a decisão certa. Por vezes eu disse no Dezoito Primaveras que não podemos ter certeza de nada nesta vida. Não podemos prever as consequências sem antes dar um passo adiante. O que gera resultados são as nossas ações, nossas escolhas. De nada adianta passar dias a fio pensando, imaginando como seria. Mudanças chegam e entram sem bater na porta, sem pedir licença.

Mudanças estão por vir. Muitas delas. O blog só é mais um resultado de tudo o que vem mudando na vida desta blogueira aqui. Se iremos voltar? Claro que sim! Não é o fim. Algumas mudanças precisam de tempo, espaço para tomarem forma e para nos acostumarmos com elas. Estamos habituados a enxergar despedidas como algo ruim, como algo que perdemos. Prefiro acreditar que um adeus é uma chance de encontrar algo novo, algo que nos faça feliz. É acrescentar e não perder. Ganhamos bagagem nova, experiências novas.

Este é o meu até logo.

Obrigada a cada leitor pelo carinho e amor que sempre dedicaram ao blog. Vocês sempre me deram motivos para continuar escrevendo e me dedicando cada vez mais ao Dezoito Primaveras.

Com carinho,
Michelly Melo.