Resenhas

Trago seu amor de volta sem pedir nada em troca Ique Carvalho Ler a resenha
As Coisas Que Fazemos Por Amor Kristin Hannah Ler a resenha
Fortaleza Impossível Jason Rekulak Ler a resenha
Os Três Sarah Lotz Ler a resenha

Slide

Os lançamentosda Editora Arqueiro Confira a lista de livros que serão publicados neste mês! A editora traz livros incríveis para este final de ano.

A MALDIÇÃO DE HOLLOW (NORA ROBERTS) O tempo está acabando. Com o sétimo mês cada vez mais próximo, os nossos seis amigos precisam encontrar algo que detenha Twisse. A cada dia eles conseguem sentir o demônio cada vez mais forte e desta vez ele está usando o medo de cada um para tentar derrota-los.

A CASA DO LAGO (KATE MORTON) "A Casa do Lago" é um romance recheado de mistérios e aventuras. Nele você irá conhecer, a partir do ponto de vista de cada personagem, o mistério que envolve a famosa casa da família Edevane na Cornualha.

O que eu li: Questões do coração - Emily Giffin

Postado por:

Tags:

Questões do Coração
Autor: Emily Giffin
Número de páginas: 438
Editora: Novo Conceito
Tessa Russo é mãe de dois filhos e esposa de um renomado cirurgião pediátrico. Apesar de todos os seus receios, ela recentemente abandonou sua carreira para se concentrar em sua família, na busca pela felicidade doméstica. Por fora, parece destinada a viver uma vida encantada.
Valerie Anderson é advogada e mãe solteira de um garotinho de seis anos, Charlie, que nunca conheceu seu pai. Depois de muitas decepções, Valerie desistiu do amor e até mesmo das amizades, acreditando que é sempre mais seguro não criar muitas expectativas. Embora as duas vivam na mesma área de Boston, elas têm pouco em comum, com exceção do amor incondicional por seus filhos. Mas em uma noite, um trágico acidente faz suas vidas convergirem para um mesmo ponto de maneira inimaginável.
Esse livro eu ganhei de presente há algum tempo (para ser sincera a quase um ano) e ainda não tinha lido. Eu confesso que me surpreendi com a história. No começo eu quase desisti de ler, porque no segundo dia eu ainda estava na página sessenta. Mas passadas as cem primeiras páginas eu me envolvi tanto com a história, que acabou sendo uma leitura bem rápida.

Provavelmente muitos já leram, pelo fato do livro ter sido lançado no ano passado, mas eu resolvi postar assim mesmo. Para os que ainda não leram, essa é uma boa dica de leitura! (Fica a dica ;D)

Tessa é casada com Nick Russo, um brilhante cirurgião plástico pediátrico, mãe dois filhos – Ruby e Franky – e largou o seu emprego de professora acadêmica para se dedicar apenas a sua família. Valerie é solteira, mãe de Charlie e advogada. Depois de um grave acidente na casa de um amigo, Charlie é internado e fica sobre os cuidados de Nick.

Com tratamento de Charlie, Val e Nick acabam se aproximando e passam a ter um relacionamento mais íntimo. Eles conversam todos os dias, ligam um para outro e, quando Charlie sai do hospital, Nick começa a visitá-los com o pretexto de ver o garoto. Os dois se apaixonam, mesmo sabendo que nada poderia acontecer já que Nick é casado. Enquanto isso, Tessa começa a desconfiar do comportamento do seu marido e acha que ele está fazendo algo de errado. A partir de então, as suas vidas mudam completamente.

Sempre que fico sabendo de alguém que passou por uma tragédia, não penso no acidente ou no diagnóstico, nem mesmo no choque inicial ou no posterior sofrimento. Em vez disso, encontro-me recriando os momentos corriqueiros que antecedem a tragédia. Momentos que compõem nossa vida, momentos que passaram despercebidos e que, provavelmente, seriam esquecidos se não fossem os eventos que se seguiriam. As lembranças anteriores à tragédia. Posso visualizar com clareza a mulher de 34 anos no banho em uma noite de sábado, pegando seu esfoliante de damasco favorito e contemplando o que vestir para a festa. Torce para que aquele jovem atraente que conheceu em um café esteja lá, quando, de repente, encontra um inconfundível caroço em seu seio esquerdo.

Questões do coração é um livro incrível e que expressa de uma forma real aos valores e sentimentos das pessoas. O que eu mais gostei foi o fato da autora ter alternado os capítulos entre a Tessa e Val, porque assim você pode ver através do ponto de vista delas pelo que cada uma está passando e o que elas estão sentindo. E eu acho que funcionou muito bem. É um livro que te faz entender que as pessoas são passíveis de erros, que ninguém é perfeito. É um livro que todos, em algum momento da vida deveriam ler.

Um dia de cada vez

Postado por:

Tags:


A pessoa te esquece e mesmo assim você continua se importando.  Acorda menina! 2012 lembra? Ano novo, atitudes novas... Chega de dar valor a quem não se importa com você. Um dia você vai entender que algumas pessoas não se importam com o que você sente, ou com o que você pensa, ou com o que você quer. Por isso, faço o mesmo, esqueça-se deles também. É difícil, eu sei. Mas eu garanto que você vai ser muito mais feliz assim! 

Com o tempo aprendemos que a única pessoa que realmente nos importa somos nós mesmos. Eu sei, é meio clichê, mas é a verdade. A única pessoa que sabe dos seus erros, dos seus acertos, dos seus medos, da sua história é VOCÊ!

Entenda que nem sempre a vida te trará pessoas que amaram com a mesma intensidade que você... Entenda também que essas pessoas você terá que deixar partir. Por mais que doa e mesmo o que o seu coração diga que você não vai conseguir seguir adiante, acredite tudo passa. Se não passou ainda, não se preocupe... Nenhuma dor é eterna. E caso você precise, ai vai uma dica: enquanto você espera aproveite para descarregar toda a sua raiva, toda a sua tristeza em um bom filme, acompanhado de uma barra de chocolate (ou qualquer outro doce que você goste). Acredite, esses dois ingredientes juntos fazem milagres!

Falando sério agora. Vai doer? Vai sim e muito! Mas coisas ruins precisam ir embora para que outras bem melhores cheguem! Momentos tristes fazem parte da vida, ninguém passa por ela sem ter sofrido por um amor. Você não será uma exceção... Não tem como evitar.  O que você pode fazer é escolher entre continuar sofrendo e esperando que algo possa trazê-lo de volta... Ou você pode levantar a cabeça, enxugar as lágrimas, colocar a sua melhor roupa e mostrar ao mundo que você está aqui, em pé... E assim vamos sobrevivendo um dia de cada vez, até que chegue o dia em que a dor tenha ido embora.


-

Citação: Você pode...

Postado por:

Tags:


Você pode ir embora e nunca mais ser a mesma. Você pode voltar e nada ser como antes. Você pode até ficar, pra que nada mude, mas aí é você que não vai se conformar com isso. Você pode sofrer por perder alguém. Você pode até lembrar com carinho ou orgulho de algum momento importante na sua vida: formatura, casamento, aprovação no vestibular ou a festa mais linda que já tenha ido, mas o que vai te fazer falta mesmo, o que vai doer bem fundo, é a saudade dos momentos simples: Da sua mãe te chamando pra acordar, do seu pai te levando pela mão, dos desenhos animados com seu irmão, do caminho pra casa com os amigos e a diversão natural. Do cheiro que você sentia naquele abraço, da hora certinha em que ele sempre aparecia pra te ver, e como ele te olhava com aquela cara de coitado pra te derreter. De qualquer forma, não esqueça das seguintes verdades: Não faça nada que não te deixe em paz consigo mesma; Cuidado com o que anda desabafando; Conte até três (tá certo, se precisar, conte mais); Antes só do que muito acompanhado; Esperar não significa inércia, muito menos desinteresse; Renunciar não quer dizer que não ame; abrir mão não quer dizer que não queira; o tempo ensina, mas não cura. 

(Martha Medeiros)

Ainda é tempo...

Postado por:

Tags:

É tempo de afastar tudo que nos faz mal e acolher o que nos faz bem. É tempo de reconhecer e dar o merecido valor em que sempre esteve do nosso lado sem querer nada em troca. É tempo de aceitar que cada um tem algo que o torna especial e único. É tempo de esquecer o orgulho e dizer “Eu sinto a sua falta!”. É tempo de encarar os seus medos e mostrar que você é mais forte do que todos eles juntos. É tempo de lembrar daqueles sonhos que ficaram esquecidos na sua lembrança e começar a colocá-los em prática. É tempo de sorrir. É tempo de arriscar sem pensar no que vai acontecer depois.  É tempo de viver... de viver sem pensar no futuro e sem lembrar do passado. 

Citação: O valor de cada momento

Postado por:

Tags:

A vida me faz pensar na morte. A linha é tão tênue. O que nos separa do outro lado é um quase nada. Coisa pequena. Somos frágeis, pequenos perto desse mundão. Valorizamos nosso corpo quando algo ruim nele se instala. Uma enfermidade, uma simples dor de cabeça ou um câncer raro.

Infelizmente, o ser humano valoriza tudo que tem quando se vê em uma encruzilhada. A possibilidade de perder algo ou alguém é o que nos faz ter medo. O beijo que você deu em quem ama pela manhã pode ter sido o último. Mas, ocupados e cegos, não paramos para pensar nisso. Posso morrer ao atravessar a rua. Posso descobrir uma doença incurável. Posso sofrer com dores avassaladoras. Ou posso viver muitos e muitos anos sem valorizar quem tenho na vida.

Não é à toa que quem fica muito doente passa a enxergar a vida com outros olhos. Olhos mais puros, talvez. Olhos mais francos, certamente. Olhos mais vivos, pode crer. Quem adoece não quer perder um segundo. Quer amar, conhecer o outro e a si mesmo, deixar algo para os dias que virão. Me pergunto: temos que sofrer para aprender? Não podemos valorizar o simples e o comum sem dor? Por que você não se preocupa com o outro, com o mundo, com a sua saúde física e mental, com a sua alma, com a natureza e com tudo que te cerca hoje? Por que uma tragédia precisa acontecer para você dar importância para as coisas? Por que você não pensa que pode ajudar as pessoas doando sangue? Por que você não pega uma cartinha nos Correios e ajuda uma criança? Por que você não diz para a sua família que quando morrer quer doar seus órgãos? Por quê?

A gente precisa, com urgência, deixar o egoísmo de lado. Olhar para a vida e enxergar o que está ao nosso redor de fato. Sem véu, sem máscara, sem make up. Olhar nu, olhar cru, olhar limpo. E entender que a luta é diária. Que nem sempre é fácil viver. Que tropeços virão, sim. Que apesar de tudo vale a pena. E que a gente não precisa aprender da forma mais difícil e dolorosa.
(Clarissa Corrêa)

Citação: Tudo faz lembrar o que você quer esquecer

Postado por:

Tags:

Você estava apaixonado por alguém e levou um fora. Acontece mais do que acidente de avião, desastre com romeiros e incêndio na floresta. Corações partidos é o grande drama nacional. O que fazer? Ainda não lançaram um manual de auto-ajuda que consiga eliminar nossa fossa, e dos amigos só podemos esperar uma frase, repetida à exaustão: tire esse cara da cabeça. Parece fácil. Mas alguém aí me diga: como é que se tira alguém de um lugar tão cheio de mistérios?

Gostar de alguém é função do coração, mas esquecer, não. É tarefa da nossa cabecinha, que aliás é nossa em termos: tem alguma coisa lá dentro que age por conta própria, sem dar satisfação. Quem dera um esforço de conscientização resolvesse o assunto: não gosto mais dele, não quero mais saber daquele prepotente, desapareça, um, dois e já!

Parece que funcionou. Você sai na rua para testar. Sim, você conseguiu: olhou vitrines, comeu um sorvete e folheou duas revistas sem derramar uma única lágrima. Até que começa a tocar uma música no rádio e desanda a maionese. Você não tirou coisa alguma da cabeça, ele ainda está lá, cantando baixinho pra você.

Táticas. Não ficar em casa relendo cartas e revendo fotos. Descole uma festa e produza-se para matar. Você bem que tenta, mas nada sai como o planejado. Os casais que se beijam ao seu lado são como socos no estômago. Você se sente uma retardada na pista de dança. Um carinha puxa papo com você e tudo o que ele diz é comparado com o que o seu ex diria, com o que o seu ex faria. Chamem o EccoSalva.

Livros. Um ótimo hábito, mas em vez de abstrair, você acha que tudo o que o escritor escreve é para você em particular, tudo tem semelhança com o que você está vivendo, mesmo que você esteja lendo sobre a erupção do Vesúvio que soterrou Pompéia.

Viajar. Quem vai na bagagem? Ele. Você fica olhando a paisagem pela janela do ônibus e só no que pensa é onde ele estará agora, sem notar que ele está ali mesmo, preso na sua mente.

Livrar-se de uma lembrança é um processo lento, impossível de programar. Ninguém consegue tirar alguém da cabeça na hora que quer, e às vezes a única solução é inverter o jogo: em vez de tentar não pensar na pessoa, esgotar a dor. Permitir-se recordar, chorar, ter saudade. Um dia a ferida cicatriza e você, de tão acostumada com ela, acaba por esquecê-la. Com fórceps é que a criatura não sai. 

(Martha Medeiros)


Playlist #2

Postado por:

Tags:

Aqui vai algumas das músicas que eu gosto e tenho escutado muito nos últimos dias. São de estilos bem variados, mas são algumas das múscias que me trazem muitas lembranças. 


1. Train - Hey, Soul Sister


2. The Beatles – Help


3. Fleetwood Mac - Go Your Own Way


4. Legião Urbana - Mais Uma Vez


5. The Fray - Heaven Forbid


6. A Day To Remember - Have Faith In Me


7. Bruno Mars - Just The Way You Are (Studio Session)


8. Jessie J - Domino


9. OneRepublic - Secrets


10. Lifehouse - You And Me


11. Tessa and the Typecast - Painter


12. Tessa and the Typecast - Straight on til Morning

Citação: Um novo dia... um novo começo.

Postado por:

Tags:

Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje. Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício. Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo. Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido. Posso reclamar por ter que ir estudar ou agradecer por ter estudo. Posso sentir tédio com os compromissos diários ou agradecer a Deus. Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades. Se as coisas não saíram como planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar. O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma. Tudo depende só de mim.

(Chaplin)

O que eu li: Não sou este tipo de garota - Siobhan Vivian

Postado por:

Tags:

Não sou este tipo de garota
Autor: Siobhan Vivian
Número de páginas: 248
Editora: Novo Conceito Jovem
Perversa ou inofensiva? Confiável ou hipócrita? Controlada ou insensata? A vida é sobre suas decisões e escolhas, e Natalie Sterling se orgulha de sempre fazer as melhores. Ela ignora os caras populares e babacas da escola, sempre ganha medalhas de honra e está prestes a ser a primeira estudante jovem a ser presidente do conselho estudantil em anos. Se apenas todas as outras garotas fossem tão sensíveis e fortes. Como o grupo de novatas que querem ser brinquedos dos jogadores de futebol. Ou sua melhor amiga, que tomou uma decisão idiota que quase arruinou sua vida. Mas ser sensível e forte não é fácil. Não quando uma brincadeira quase a faz ser expulsa. Não quando seus conselhos doem mais do que ajudam. Não quando um cara em quem ela já deu um fora se torna o cara que ela não consegue parar de pensar. A linha entre o certo e o errado foi distorcida, e cruzá-la poderá resultar em um desastre… ou se tornar a melhor escolha que ela já imaginou fazer.

A personagem principal chama-se Natalie Sterling, uma menina inteligente, determinada, possessiva, controladora e que esta no último ano do ensino médio na Academia Ross. Suas principais preocupações é ser a presidente do conselho estudantil, ir bem no SAT (exame que serve de critério para admissão nas universidades norte-americanas) e entrar em um boa faculdade.

No primeiro dia de aula, uma caloura - Spencer Biddle - reconhece Natalie por ter sido sua babá há alguns anos. Ela tem apenas 14 e não age como uma garotinha. O que ela realmente quer é chamar à atenção de todos os garotos. Com isso Natalie acaba se achando responsável por ela. Enquanto ela tenta mostrar que Spencer precisa se valorizar mais, as coisas começam a sair dos eixos.

Mesmo em meio a tantas confusões, Natalie se apaixona por Connor Hughes, um popular jogador de futebol do colégio (e muito fofo). Os dois começam a se encontrar secretamente, pois ela não quer parecer "este tipo de garota".

Devia ter sido mais esperta, devia ter sido várias outras coisas.
Eu sempre achei que soubesse que tipo de garota eu era. Só que eu não sabia.”

Eu gostei muito dos personagens, principalmente da Natalie. Acho que algumas meninas que lerem o livro, assim como eu, vão sentir algo em comum com ela.

"Não sou este tipo de garota" trata os dilemas da adolecência com muita naturalidade. Recomendo muito a leitura, pois é um livro divertido, reflexivo, rápido e gostoso de ler. Quando você vê o livro já acabou.


Saudade do que não volta mais...

Postado por:

Tags:

Quantas vezes eu disse o que sentia parecer que eu estava só sendo irônica. Quantas vezes eu fingir não me importar por orgulho. Quantas vezes eu me arrependi de ter deixado você ir sem ao menos te dar um abraço daqueles bem forte, sabe? E quantas vezes eu fiquei esperando que você viesse falar comigo, porque o meu medo foi maior do que a minha saudade... Eu me arrependendo de ter deixado você ir embora sem que você soubesse como eu realmente sou.

-

Citação: E a gente cuida até demais

Postado por:

Tags:

Mulher não desiste, se cansa. A gente tem essa coisa de ir até o fim, esgotar todas as possibilidades, pagar pra ver. A gente paga mesmo. Paga caro, com juros e até parcelado. Mas não tem preço sair de cabeça erguida, sem culpa, sem ‘e se’! A gente completa o percurso e às vezes fica até andando em círculos, mas quando a gente muda de caminho, meu amigo, é fim de jogo pra você. Enquanto a gente enche o saco com ciúmes e saudade, para de reclamar e agradece a Deus! Porque no dia que a gente aceitar tranquilamente te dividir com o mundo, a gente não ficou mais compreensiva, a gente parou de se importar, já era. Quem ama, cuida! E a gente cuida até demais, mas dar sem receber é caridade, não carinho! E estamos numa relação, não numa sessão espírita. A gente entende e respeita seu jeito, desde que você supra pelo menos o mínimo das nossas necessidades, principalmente emocionais, porque carne tem em qualquer esquina.

(Tati Bernardi)


DEZOITO PRIMAVERAS - ONLINE DESDE 2012. DESIGN E PROGRAMAÇÃO POR MICHELLY MELO (Eu!). Todos os direitos reservados