A parte mágica da vida

Quase sempre esquecemos que tudo na vida só acontece uma única vez. Assim como palavras, certos momentos o vento leva. Deixamos de viver o agora pensando no depois. Ou pensando no que já se foi. Vivemos na sombra do que poderia ter sido.

As pessoas apegam-se muito a conceitos. Vivemos presos às regras, as normas. Passamos a acreditar que o modo como sociedade enxerga é o certo. Por isso, feliz é quem tem coragem de ignorar toda essa maluquice e ser diferente. Quem consegue ver a vida de um jeito único. Quem é capaz de encarar todos os seus medos e superá-los, um a um. Quem não tenta agradar a ninguém, a não ser a si mesmo. Quem passa pela vida com um sorriso no rosto. Ainda que a sua vontade seja desistir. Chorar. Esse é um dom que nem todos possuem. Há quem acredite que “Não, algumas pessoas só desistiram de tentar”, ou que “Algumas pessoas só não têm coragem...”. Mas eu acredito que tem que ser visto como uma qualidade. Você não vai (e não pode) encontrar em qualquer um. Para isso é preciso crer em tantas coisas. Coisas que, a maioria das vezes, você se quer pode provar. Acho que a forma certa de dizer, é que você PRECISA acreditar em alguma coisa. Não importa no que seja. É preciso acreditar em algo que demostre o que você é. Que seja como um espelho.

O problema é que algumas pessoas deixam o medo tomar conta delas. Tomar conta dos seus sonhos. Do que elas realmente acreditam. Tornam-se iguais. Rendem-se a mesmice. Passam pela vida sem ter visto o seu melhor lado. Apenas seguiram o mesmo caminho que todos.

Há tanto para se descobrir. A quantidade de coisas que podemos fazer e explorar são tão grande que eu não posso entender como algumas pessoas podem desistir de tudo isso. Desistir da parte mágica da vida. Eu quero chegar aos meus oitentas anos feliz por ter feito tudo (tudo) o que eu podia fazer (e até mesmo o que eu não podia). Não quero me arrepender de ter deixado algo para trás. De não ter vivido todas as oportunidades para conhecer o diferente. Quero poder me lembrar de tudo e ter certeza que eu não mudaria nada. 

Eu sei que nem todas as experiências serão bonitas recordações, mas são essas que nos mostram o que realmente vale a pena. Não acredito em escolhas erradas. Tudo o que fazemos na vida gera resultados. Até mesmo aquelas escolhas que nos arrependemos de tê-las feito. Podemos aprender muito com algo ruim. Por mais que naquele momento tudo pareça errado, em algum instante você vai perceber que serviu para te mostrar algo. E até mesmo, impedir que você passe por isso novamente. Eu sempre digo que tudo depende do ponto de vista. Do jeito que você escolhe ver as coisas. Acredite que, em algum instante, algo será bom para você e tudo vai parecer mais leve, mais bonito.

Um comentário: