O que eu li: Querido John

Postado por:

Tags:

Querido John
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Novo conceito.
Nicholas Sparks, autor número 1 de best-sellers, traz agora uma história inesquecível de um jovem que tem que tomar a decisão mais difícil de sua vida, em nome de seu grande amor. “Querido John”, dizia a carta que partiu um coração e transformou duas vidas para sempre. Quando John Tyree conhece Savannah Lynn Curtis, descobre estar pronto para recomeçar sua vida. Com um futuro sem grandes perspectivas, ele, um jovem rebelde, decide alistar-se no exército, após concluir o ensino médio. Durante sua licença, conhece a garota de seus sonhos, Savannah. A atração mútua cresce rapidamente e logo transforma-se em um tipo de amor que faz com que Savannah prometa esperá-lo concluir seus deveres militares. Porém ninguém previa o que estava para acontecer, os atentados de 11 de setembro mudariam suas vidas e do mundo todo. E assim como muitos homens e mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu país e seu amor por Savannah. Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, ele descobre como o amor pode nos transformar de uma forma que jamais poderíamos imaginar.

Assim como eu já disse no outro post, eu gosto muito dos livros do Nicholas Sparks. De alguma forma os seus livros encantam o leitor. E eu posso dizer que com “Querido John” foi à mesma coisa. Esse livro já estava na minha listinha há algum tempo, mas, como eu nunca sigo uma ordem, eu acabei deixando esse para trás. Mas enfim.
John Tyree é um jovem rebelde, criado apenas pelo pai. Quando termina os estudos, John passa de um emprego a outro sem ter nenhuma expectativa para o seu futuro. Então ele resolve se alistar no exército.

Quando vai visitar o pai, durante a sua primeira licença, ele conhece Savannah Lynn Curtis, após salvar sua bolsa que caiu no mar. Depois do incidente, a jovem o convida para um churrasco com um grupo de amigos. Nasce uma ligação inexplicável entre eles.

Totalmente apaixonado, John acredita ter encontrado a mulher da sua vida. Mas chega o dia em que ele tem de retornar para o Exército. Savannah promete vai esperar por sua volta, quando acabar o seu compromisso com as Forças Armadas.

Então veio o 11 de setembro. O dia em que o Estados Unidos sofreu o inesquecível ataque terrorista. O acontecimento que muda o rumo da história entre o casal. Sentindo que precisava fazer algo em favor do seu país, John acaba realistando-se no Exército.

A partir de então, a relação entre os dois começa a mudar. Os telefonemas mudam de tom. As cartas ficam cada vez menos apaixonadas. Afinal, a sua dispensa estava tão próxima. Ele já estava quase voltando para casa. Voltando para Savannah.
“A vida não é justa. Mas também aprendi que é possível seguir em frente, não importa quanto pareça impossível. Com o tempo, a dor… diminui. Pode ser que não desapareça completamente, mas depois de um tempo não é massacrante.”
Querido John traz um romance tão intenso que é impossível não torcer pelo casal. Imaginá-los juntos, um típico: felizes para sempre. Mas este livro mostra que é preciso muito mais do que o amor para manter um relacionamento. Que o tempo pode sim mudar a vida das pessoas.
“Finalmente compreendi o que o verdadeiro amor realmente significa. Tim havia me dito, e me mostrado, que o amor significava pensar mais na felicidade da outra pessoa do que na própria, não importa quão dolorosa seja sua escolha.”

***
Lembrando: o blog agora tem uma página no Facebook, curtam lá. :)
  1. Nossa, eu li esse livro em um dia, ele é realmente muito bom, eu adoro, menos o final, claro, acho muito triste. Mas enfim... o Nicholas é mestre em nos deixar frustradas né?

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  2. Eu já li e adoro demais!!
    É um dos meus preferidos!
    Beijos
    www.chadatarde.com

    ResponderExcluir
  3. Oiii,
    Adorei seu blog flor, e estou seguindo! Pode dar uma forcinha la no meu que ta comecando e segui-lo por favor? Se puder seguir mais as outras coisas que estao la no blog (twitter e tal) eu agradeco mtttt!
    Beijoooos <3
    @_AliceDias

    http://bringit-up.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. eu fico pensando se o Nick [desculpa a abreviação] tem as mesmas manhas das autoras de livros de bancas de revista. ok, nunca li sequer um livro dele. e não vejo no direito de estar opinando apenas tendo assistido aos filmes...mas,vamos lá...não sei se você já leu livros de bancas de revista. porém,alguns deles -de fato- caem no nosso gosto. ainda quero comprovar essa minha teoria. fica a sua dica de leitura..
    ~Emilie Escreve~ FanpageTwitter

    ResponderExcluir
  5. Michelly,
    Só li até hoje 2 livros do Nicholas Sparks e confesso não curtir muito o estilo do autor. "Querido John", contudo, é um livro que me parece verdadeiramente emocionante e que me motiva a me aventurar nessa história sobre a dura realidade do autor.
    Assisti ao final do filme de "Querido John" e, pelo que pude notar, muita emoção nos aguarda.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Incrível o sucesso que fazem os livros deste autor , um verdadeiro fenômeno . seguindo seu blog , segue o meu ae
    http://andyantunes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Querido John é um livro incrível, li ele no começo do ano e amei, me lembro que chorei bastante na parte que o pai dele fica doente :( Depois que li esse comprei os outros livros do Nicholas e estou amando todos :)
    beijos chuchu!

    ResponderExcluir
  8. .


    Eu queria tanto você no
    meu blog, comentando, en-
    cantando a minha página
    com a sua presença...

    Um beijo,

    silvioafonso







    .

    ResponderExcluir
  9. Adorei a sua resenha do Livro, já fazia um tempo que estava procurando alguem que tivesse lido ele!
    Achei =D
    Queria saber se já assistiu o filme?!
    Se sim! Achou diferente na forma de como é contada a historia no livro é no Filme?!
    Se não, obg do mesmo geito, já assisti o filme e tenho vontade de ler o livro e com sua resenha agora então!

    http://itslayneworld.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

DEZOITO PRIMAVERAS - ONLINE DESDE 2012. DESIGN E PROGRAMAÇÃO POR MICHELLY MELO (Eu!). Todos os direitos reservados