Resenhas

Trago seu amor de volta sem pedir nada em troca Ique Carvalho Ler a resenha
As Coisas Que Fazemos Por Amor Kristin Hannah Ler a resenha
Fortaleza Impossível Jason Rekulak Ler a resenha
Os Três Sarah Lotz Ler a resenha

Slide

Os lançamentosda Editora Arqueiro Confira a lista de livros que serão publicados neste mês! A editora traz livros incríveis para este final de ano.

A MALDIÇÃO DE HOLLOW (NORA ROBERTS) O tempo está acabando. Com o sétimo mês cada vez mais próximo, os nossos seis amigos precisam encontrar algo que detenha Twisse. A cada dia eles conseguem sentir o demônio cada vez mais forte e desta vez ele está usando o medo de cada um para tentar derrota-los.

A CASA DO LAGO (KATE MORTON) "A Casa do Lago" é um romance recheado de mistérios e aventuras. Nele você irá conhecer, a partir do ponto de vista de cada personagem, o mistério que envolve a famosa casa da família Edevane na Cornualha.

Rip Tide: Maré Bravia (Kat Falls)


Rip tide: Maré Bravia é continuação do livro Dark Life e traz mais algumas aventuras de Ty e Gemma. Durante toda sua vida, Ty morou no fundo do mar, ajudando na fazenda de sua família.

Enquanto cumpria ordens do seu pai, Ty encontra uma comuna – um tipo de cidade/navio – que foi afundada com todos os seus moradores dentro. Os garotos também descobrem que essa não era a única comuna desaparecida. Alguém estava afundando as cidades.

Em meio a todo esse mistério os pais de Ty faziam um acordo com os demos – moradores das comunas – da Deriva e agora eles correm perigo. Correndo contra o tempo para salvar os seus pais, Ty conta com a ajuda e coragem de Gemma para descobrir para onde eles os levaram.



Rip Tide foi uma leitura bastante agradável. Ainda que no começo tenha sido um pouco lenta, depois de algumas páginas tudo começou a ficar mais emocionante e fez com que prendesse a minha atenção. A fonte tem um tamanho bom, mas eu não gostei muito da capa (até porque eu demorei um tempo para entender a ilustração). Acho que poderia ter sido algo que traduzisse melhor a história.

Mas no geral, é um livro bom e fluí muito bem! Tem uma narrativa leve e rápida.



Editora: Autores Associados
ISBN: 978-85-62018-16-9
Onde comprar: Autores Associados / Saraiva / Cultura

5/52 - Projeto 52 weeks

Postado por:
Olá, pessoal! Assim como eu disse no outro post do projeto, essa foi mais uma semana sem nada de novo. Não sei se sou eu que ando um pouco desanimada ou se realmente não há nada de interessante acontecendo. Provavelmente, os dois. Mas enfim, as minhas aulas voltaram e a correria voltou junto com ela. É incrível como mesmo que seja a primeira semana (oficial) de aula já tem professor enchendo a agenda com trabalhos e matéria nova para estudar. Quem disse que vida de estudante era fácil, rs. Bom, acabou que eu nem tive ânimo para tirar as fotos. Na verdade, acho que foi mais a falta de inspiração mesmo. Ainda assim, consegui algumas para colocar no post e não deixar o projeto abandonado.



É isso! Um ótimo começo de semana para vocês! Beijos.

Resultado do sorteio: A Garota Que Podia Voar

Postado por:
Oi, pessoal! Como eu já tinha dito, a primeira vencedora do sorteio não respondeu o meu e-mail, portanto fiz outro e aqui está a vencedora:
a Rafflecopter giveaway

Karina P.

Parabéns, Karina! Assim que o post for publicado vou enviar um e-mail e você tem 3 dias para responder com seu endereço de envio. Lembrando que o prazo de entrega é de 30 dias.

Faculdade, Feira intercambista 2013 e "O lado bom da vida"

Depois de um mês de férias e de toda a confusão com o sistema de rematrícula da faculdade, já está tudo certo. As aulas estão de volta e correria também. Assim como eu disse no post anterior, eu estava com saudades das minhas aulas e de toda a bagunça que vem junto, mas não é tão fácil assim. Tudo começa com aquela expectativa de que as coisas aconteceram de um jeito diferente e normalmente, também vem seguido de diversas promessas sobre o quanto você vai estudar, que você vai se dedicar mais... Aquelas coisas que todo o estudante (independente da idade) fala. ;') Mas enfim.

Esses dias eu recebi um e-mail sobre uma feira de intercâmbio que irá acontecer aqui em São Paulo, na primeira semana de Março. Para quem acompanha a Fanpage do blog já me viu falando um pouquinho sobre ela, mas resolvi postar mais alguns detalhes para quem estiver interessado em participar!


A Feira intercambista 2013 acontece nos dias 02 e 03 de Março, no Centro de Convenções Frei Caneca. O objetivo é levar informações para os interessados em ter uma experiência tanto de estudo quanto de trabalho no exterior. A feira contará com a presença de grandes empresas de intercâmbio, órgãos de educação, consulados e embaixadas dos países que são os principais destinos dos estudantes. Além disso, terá várias palestras que abordarão as oportunidades de estudos e informações sobre vistos nos mais diversos países ao redor do mundo. A entrada é gratuita, mas é preciso fazer a inscrição no site. Para mais informações sobre a inscrição, as palestras e os expositores basta acessar o site.

Agora o filme que ganhou o meu coração! *-* Queria muito ter lido o livro antes de assisti-lo, mas não tive chance. Ainda assim, posso dizer que eu adorei a história. Para quem não assistiu, o filme conta a história de Pat. Um cara apaixonado pela ex-mulher  – Nikki  –  , mas acabou internado em uma clínica quando agrediu o professor de história com quem sua ex-esposa tinha um caso. Ele acredita que se mudar as suas atitudes, ele poderá voltar para ele. Mas é durante o jantar na casa de um amigo que ele conhece Tiffany. Uma mulher que acabou de perder o marido e um tanto problemática. Ainda assim, ela é capaz de provocar grandes mudanças na vida de Pat.

Para dizer a verdade, teve momentos que eu fiquei com muita raiva do Pat, pelas atitudes que ele tomava e porque ele passa o tempo todo falando sobre a sua ex-esposa. Mas fora isso, o filme é lindo e está mais do recomendado. Para quem não viu, assista o trailer:



Beijos, pessoal! E até mais. :DD


Update: (Sobre o sorteio do livro "A garota que podia voar") a Cláudia não respondeu o meu e-mail, então farei outro sorteio no domingo! :)

4/52 - Mais uma...

Postado por:
Segunda-feira é dia de fotos! :D Apesar de não ter acontecido nada de novo, deu para tirar algumas fotos bem aleatórias durante a semana. Mas acredito que as coisas vão ficar mais animadas agora, já que as aulas na faculdade voltam hoje! Uhul *-* Para dizer a verdade, acho que essas férias foram um pouco curtas, mesmo assim eu já estava com saudades. Vai entender né.















Quando eu era criança, eu morria de medo dele, rs. Hoje eu não me livro dele por nada. *-*





Um bom começo de semana pessoal! Beijos

Você está fazendo o que ama agora?

Eu recebi um e-mail essa semana com um vídeo bem diferente e muito inspirador. Ele me fez pensar se eu realmente estou seguindo os meus sonhos e fazendo o que eu amo. Às vezes é um tanto difícil manter o rumo se você não sabe o que quer de verdade. Eu perdi algumas horas pensando nisso e talvez eu não saiba exatamente onde eu quero chegar, mas sei que eu preciso tomar decisões minhas. Com base no que eu quero e no que eu acredito. Tudo bem, difícil acreditar que um vídeo me fez ver coisas tão importantes, mas como eu disse no começo: É inspirador. Para quem ainda está no começo, é uma motivação para continuar. Para quem já chegou ao final, é uma confirmação de que foi feita a coisa certa. Mas para quem não sabe o que fazer, pode servir como uma ajuda para saber por onde começar. :)

Dei uma pesquisada e descobri que o vídeo foi desenvolvido pela empresa Box1824, que realiza pesquisas em tendências de comportamento e consumo. A intenção é mostrar a Geração Y – pessoas que nasceram na década de 80 – com suas diferenças e comportamentos, comparados com as gerações anteriores.


E aí, qual a sua resposta?
Beijos!

Update: (Sobre o sorteio do livro "A garota que podia voar") a Cláudia não respondeu o meu e-mail, então farei outro sorteio no final desta semana: dia 23. :)

Sonzinho da sexta-feira: Corinne Bailey Rae

Postado por:

Tags:


Cantora britânica, lançou o seu primeiro álbum solo em fevereiro de 2006. Com hits como "Put your records on", "Like a star" e "Trouble sleeping", o álbum recebeu em 2007 o disco de ouro pelas vendas de 30 mil cópias no Brasil. Suas vendas até o momento superam a marca dos 4 milhões ao redor do mundo. Suas músicas trazem influências do Jazz e do soul music. Corinne é famosa pela sua voz doce e suave.

Corinne começou cantando em coros de Igreja. Sua primeira aventura fora dos coros foi em uma banda indie que formou, aos 15 anos e foi batizada de Helen. Corinne era a vocalista e autora das letras que embalavam os hits da banda, que durou apenas três anos.

Descoberta pela gravadora EMI anos depois, Corinne apresentou ao público o single "Like a Star". O sucesso da música fez com que ganhasse o prêmio Som de 2006 da BBC, muitas capas de revista e diversas entrevistas.

Escolhi algumas das músicas que eu mais gosto! :)













Beijos!

Resultado: A garota que podia voar

Postado por:
Olá pessoal! Hoje é dia de descobrir que ganhou o exemplar do livro A garota que podia voar da Editora Autores Associados. *-*

a Rafflecopter giveaway

Parabéns, Claudinha! Assim que o post for publicado vou enviar um e-mail e você tem 3 dias para responder com seu endereço de envio. Lembrando que o prazo de entrega é de 30 dias.

Quero agradecer a todos que participaram e fiquem atentos, porque em breve teremos outros sorteios!
Beijos!

3/52 - Mi, o projeto ainda existe?

Postado por:
Depois de duas longas (e cansativas) semanas sem atualizar a tag, estou voltando com as fotos do 52 weeks. Não atualizei a tag antes, porque estava sem a minha câmera. :( Mas com tudo resolvido, consegui tirar as fotos para voltar com o projeto. Ah! Resolvi diminuir o tamanho das fotos para o post não ficar tão grande e para que não ficasse tão lento para carregar. ;)

Recebi o livro "Rip Tide, maré bravia" da Editora Autores Associados. :) Em breve eu posto resenha dele aqui no blog! Também aproveitei a última semana de férias para pintar o cabelo. É, de volta as origens rs. Resolvi tirar as mexas, que acabaram deixando o meu cabelo bem ressecado.





É isso pessoal! Não esqueçam que amanhã acaba o sorteio do livro "A Garota Que Podia Voar". Se você ainda não está participando corre lá. O resultado sai no dia 13.

Beijos!

O que eu li: Belle

Postado por:

Tags:


Para quem não lembra, eu mostrei esse livro na primeira semana do projeto "52 weeks" (aliás, segunda-feira eu prometo que volto a postar as fotos do projeto :s). Pela capa eu achei que fosse só mais um romance igual tantos outros, ainda mais por ser um livro voltado ao público adolescente. Mas eu acabei me surpreendendo com a história. A autora conseguiu criar uma personagem com personalidade forte e decidida.

Belle é uma garota de 15 anos, bonita, inocente e muito inteligente. Apesar de morar em um bordel, a garota nunca soube o que acontecia na casa todas as noites. Sobre instruções rígidas de não sair do porão, Annie – a mãe de Belle – tentava proteger a filha e a mantinha sobre os cuidados de Mog, um mulher doce e que acaba sendo como uma mãe para Belle, já que Annie não é o tipo de mãe gentil e amorosa.

Quando começou a arrumar os quartos das garotas, Belle sabia que tinha de voltar para o porão antes de anoitecer, mas ela acaba pegando no sono e ao acordar uma das garotas está indo para o quarto com um cliente. Desesperada, a jovem se esconde embaixo da cama esperando que consiga sair sem que ninguém a veja. Belle, que sempre achou que as garotas só bebiam e dançavam com seus clientes, naquela noite descobriu o que realmente acontecia nos andares de cima da casa. Enquanto se escondia debaixo da cama, a garota presencia a relação sexual do casal através de um espelho. Mas além de vários palavrões e agressões, Belle conseguiu ver o quando o homem assassina Millie.

Aqui a história realmente começa e a narrativa passa a ser mais rápida. Belle é sequestrada e vendida para um bordel na França para que ela não conte o que viu. Lá ela estuprada por cinco homens e adoece. Depois de ser levada para um hospital, ela é vendida novamente e será levada para New Orleans. A partir de então, Belle aos poucos vai deixando o jeito inocente que a autora descreve no começo da história e mostra uma jovem com maturidade e inteligência avançadas para sua idade. A garota encara com muita coragem tudo o que é imposto a ela, inclusive o fato de ter que se tornar uma prostituta. O que para qualquer jovem seria o fim, para ela foi um meio para voltar para casa.


Eu me irritei com a personagem diversas vezes, já que ela parece que está sempre a procura por problemas. Por vezes, quando ela encontra alguém em que pensa que pode confiar, a pessoa mostra o quanto ela não deve confiar em ninguém. E nessas horas ela não toma nenhuma atitude, ela simplesmente aceita. É como se nesses momentos ela voltasse a ser a menina inocente do começo da história. Mas o que me chamou muito a atenção é que, embora tudo pareça dar errado para ela, Belle mostra muita coragem e vai em busca de uma forma de se ver livre de tudo isso.


A autora – Lesley Pearse – tem uma forma bem detalhada de descrever cada cena. O jeito como tudo é exposto para o leitor, nos dá a impressão de estar assistindo a um filme. Posso dizer que enquanto eu lia, eu pude imaginar cada detalhe de tudo o que acontecia. E acho que este é o fato do livro ter sido tão emocionante e estar entre os meus favoritos. Não é fácil encontrar um livro que nos leve ter esse contato com a história e a autora soube conduzir tudo muito bem.

Belle é um livro forte, além de tratar de um tema importante que, por mais que a história aconteça em 1910, é bastante atual e afeta diversas mulheres e jovens no mundo. Ainda assim, Lesley foi capaz de expor tudo com muita realidade.

Fiquei muito feliz em saber que o livro terá uma continuação e a Editora Novo Conceito já confirmou o lançamento para este semestre!

Beijos!

Começar do zero

Postado por:

Tags:


Imagem fonte
O que eu posso dizer? Já pensei várias vezes em desistir. Às vezes eu sinto como se não fosse mais a mesma, como se eu tivesse mudado completamente do dia para noite. Foi tentando agradar e mostrar o quanto eu me importava, que eu percebi como fui me perdendo ao poucos. Para ser sincera não sei mais o que eu estou fazendo. Também não sei mais como continuar deste jeito. Não sei para onde ir, o que falar ou com quem falar. A única coisa que eu sei é que preciso fazer algo e rápido. Sinto como se eu estivesse perdendo a parte mais importante da minha vida. É como se eu visse a minha vida passar pela janela enquanto eu assisto tudo acontecer.

Sei que decepções acontecem ao monte, mas quando eu vou aprender a lidar com elas? Se há alguma receita eu ainda não descobri. Só queria acertar ao menos uma vez. Tomar uma decisão e não me arrepender, mas como eu posso fazer isso se sempre coloco os sentimentos dos outros como prioridade? Quantas vezes eu vou precisar começar do zero para encontrar o caminho certo?

Posso ter agido da forma errada por diversas vezes, mas sempre achei que estava ajudando. Talvez esse tenha sido o meu maior erro. Ninguém pode ser capaz de descobrir o que é melhor para alguém. Afinal onde eu estava com a cabeça? Mal posso cuidar de mim, como pensei que seria capaz de cuidar de outra pessoa? Sei lá, é muita teimosia da minha parte insistir nisso quando tudo, desde o começo, só deu errado.

Mas é como dizem: persistir no erro é burrice, meu amigo. Acho que já passei desse nível. Faço de tudo para não desistir, como se a culpa de estar dando errado fosse única e exclusivamente minha. Talvez seja. Se eu tivesse evitado entrar nessa história com certeza não estaria assim agora. Se eu tivesse seguido os vários conselhos que me deram, não teria nem começado todo esse problema. Ah!, aqui começa. Posso listar todos os “e se...” que mostrariam que eu sou a culpada, mas do que adiantaria?

De cara nova!

Mudei! Quando eu mudei o layout antes do ano novo, eu já tinha pensado em deixá-lo como uma versão temporária, só até que eu terminasse (no caso, eu ainda precisava começar rs) um versão que eu gostasse e mostrasse um pouco do meu momento. :) Acho que essa é a justificativa que eu mais vejo os blogueiros usando, mas nunca tinha entendido. Sempre troco o layout quando enjoo dele (o que acontece com certa frequência), mas nunca tinha pensado em fazê-lo por algo mais pessoal.

A verdade é que durante essas férias eu passei a me conhecer melhor, mudei em certos aspectos e acredito que tenha sido para melhor. Uma das coisas que eu mais venho tentando mudar em mim, é o fato de eu estar sempre me preocupando com as pessoas, com o que pode machucá-las e esqueço de olhar um pouco mais o meu lado. E para ser sincera, essas férias me mostraram que eu preciso mudar isso urgentemente! Já falei sobre isso em um dos últimos textos que eu escrevi para o blog, mas o que eu quero dizer é que eu tenho que dar mais atenção as minhas vontades, pensar mais em mim. Se tem uma coisa que eu aprendi nas últimas semanas é que se há algo que te faz feliz não devemos deixar de lado com medo de alguém não gostar da nossa decisão. Estou longe de saber ao certo como lidar com isso, mas acho que enfim eu estou aprendendo a aceitar as consequências das minhas decisões.

Mas, vamos ao layout! As cores desta versão lembram um pouco do layout que eu usei há pouco tempo e logo que eu troquei, eu disse que um dia ainda usaria ele de novo. Pois então, o layout não voltou, mas as cores ficaram bem próximas. Testei várias combinações, procurei algumas no Colour Lovers (que aliás, é um site que nunca sairá dos meus favoritos!), mas não teve jeito rs. Agora os detalhes mais importantes:

Caixa de busca

Na última versão já havia um campo de busca, mas ficava um tanto escondido. Então decidi colocar no topo da página para facilitar o acesso de vocês.

Legenda

Eu já tinha visto esse tipo de legenda no True-Luv, mas como o blog da Tamara está hospedado no Wordpress não achei que seria um recurso para usuários do Bloggger. Mas tenho visto vários blogs usando e descobri como usar. :)

Tooltip

Por fim, achei o um tutorial no Mundo blogger que explicava direitinho como personalizar a tag alt.




Bom é isso! Pela primeira vez eu fiquei satisfeita com o resultado e espero que vocês tenham gostado. :)

Beijão!

Uma música qualquer...

Postado por:

Tags:


Imagem fonte
Já é tarde e eu ainda estou esperando por notícias. Faz um bom tempo que não nos vemos e talvez por orgulho, eu não o tenha procurado. Mas hoje eu escutei aquela música que você adora e não consegui conter as lembranças. Juro que eu pensei em te procurar. Talvez pudesse mandar um e-mail, ou uma mensagem simples e curta, do tipo que não mostraria que eu ainda sinto a sua falta. Mas o que eu poderia escrever? Tudo o que me veio à mente me faria passar por alguém que está desesperado por atenção, quando na verdade tudo o que eu quero é saber como você está. Seria errado da minha parte ainda me importar com isso? Acho que sim. Todos os meus amigos me dizem que se você se gostasse um pouquinho se quer de mim, teria me procurado. Teria esquecido esse orgulho besta e dito que sente a minha falta. Às vezes eu me pergunto se isso não vale para mim também... Afinal, todo esse tempo eu tenho esperado que você viesse falar comigo. Não sei mais o que pensar, mas foi ouvindo essa música que eu me lembrei do quanto era bom estar com você. Deveria ter dito isso nas diversas vezes que estávamos sozinhos, mas fiquei com medo de parecer boba.

Está muito tarde. E eu não consigo dormir. Há horas que continuo escutando a mesma música. A letra não tem nada de especial. Nem é daquelas músicas melosas que te faz chorar desesperadamente, mas enquanto ela toca, me lembro somente dos momentos bons. Ainda que seja uma canção triste, ela me faz sorrir. Estranho isso. No meio da milésima vez que a música tocava, pensei em ligar, mas acabei desistindo, afinal são quase três da manhã e você já deve estar dormindo. Pensei então em mandar um e-mail, mas achei que você poderia não ler. Então decide por mandar uma mensagem rápida no facebook. Seria algo nada dramático e nem carinhoso demais. Escolhi algo que qualquer um mandaria a um amigo. Só um “oi” seguido de um “como está você?”. Não colocaria nada além disso. Seria uma brecha, se por acaso você quisesse continuar a conversa. Eu estava orgulhosa de mim mesma. Estava sendo capaz de lidar com essa situação sem nenhum drama, ou sentimentalismo. Abri a página, ainda com um medo danado de me arrepender. Comecei a digitar a mensagem, assim como eu vi na minha mente. Tudo ok até agora. Só falta apertar o ENTER, mas eu não posso. Não assim. Apaguei tudo e escrevi uma nova mensagem. Minutos depois você me responde: “Também quero muito te ver. Estou com saudades. Não esquece... Eu te amo.”.
DEZOITO PRIMAVERAS - ONLINE DESDE 2012. DESIGN E PROGRAMAÇÃO POR MICHELLY MELO (Eu!). Todos os direitos reservados