Uma música qualquer...


Imagem fonte
Já é tarde e eu ainda estou esperando por notícias. Faz um bom tempo que não nos vemos e talvez por orgulho, eu não o tenha procurado. Mas hoje eu escutei aquela música que você adora e não consegui conter as lembranças. Juro que eu pensei em te procurar. Talvez pudesse mandar um e-mail, ou uma mensagem simples e curta, do tipo que não mostraria que eu ainda sinto a sua falta. Mas o que eu poderia escrever? Tudo o que me veio à mente me faria passar por alguém que está desesperado por atenção, quando na verdade tudo o que eu quero é saber como você está. Seria errado da minha parte ainda me importar com isso? Acho que sim. Todos os meus amigos me dizem que se você se gostasse um pouquinho se quer de mim, teria me procurado. Teria esquecido esse orgulho besta e dito que sente a minha falta. Às vezes eu me pergunto se isso não vale para mim também... Afinal, todo esse tempo eu tenho esperado que você viesse falar comigo. Não sei mais o que pensar, mas foi ouvindo essa música que eu me lembrei do quanto era bom estar com você. Deveria ter dito isso nas diversas vezes que estávamos sozinhos, mas fiquei com medo de parecer boba.

Está muito tarde. E eu não consigo dormir. Há horas que continuo escutando a mesma música. A letra não tem nada de especial. Nem é daquelas músicas melosas que te faz chorar desesperadamente, mas enquanto ela toca, me lembro somente dos momentos bons. Ainda que seja uma canção triste, ela me faz sorrir. Estranho isso. No meio da milésima vez que a música tocava, pensei em ligar, mas acabei desistindo, afinal são quase três da manhã e você já deve estar dormindo. Pensei então em mandar um e-mail, mas achei que você poderia não ler. Então decide por mandar uma mensagem rápida no facebook. Seria algo nada dramático e nem carinhoso demais. Escolhi algo que qualquer um mandaria a um amigo. Só um “oi” seguido de um “como está você?”. Não colocaria nada além disso. Seria uma brecha, se por acaso você quisesse continuar a conversa. Eu estava orgulhosa de mim mesma. Estava sendo capaz de lidar com essa situação sem nenhum drama, ou sentimentalismo. Abri a página, ainda com um medo danado de me arrepender. Comecei a digitar a mensagem, assim como eu vi na minha mente. Tudo ok até agora. Só falta apertar o ENTER, mas eu não posso. Não assim. Apaguei tudo e escrevi uma nova mensagem. Minutos depois você me responde: “Também quero muito te ver. Estou com saudades. Não esquece... Eu te amo.”.

16 comentários:

  1. Oie! Fiz um meme e estou te convidando para continuá-lo. Beijooos!
    http://anneando.blogspot.com.br/2013/02/meme-11-things-about-me.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anne!
      Obrigada por me indicar. :)
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi , da uma olhadinha no meu blog http://dicasdavitoria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca sei o que comenta em texto porque é sempre tão pessoal e muitas vezes não passei pelo o que a pessoa escreve, o que é o caso do seu texto.
    Mas sou tão orgulhosa que provavelmente teria enviado "Oi, como você está?".
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruna!
      Na verdade, o texto não tem nada de real rs. :)

      Beijos!

      Excluir
  4. Seu blog está tão lindo, Michelly. Já salvei nos fav. <3

    ResponderExcluir
  5. Oi Michelly! Te indiquei para um selinho no meu blog. Beijo!

    http://meninaderosas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Ah, obrigada Letícia!
      Logo, eu posto ele aqui. :D

      Excluir
  6. Adorei o blog, muito lindo, amei tudo. Parabéns mesmo, vou sempre estar aqui (:

    ontendency.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bom? *o*
    Antes, gostaria de dizer: é a primeira vez que passo aqui e gente, que layout fofinho, curti <33
    E bom, sobre o texto: que bom que a personagem mudou a mensagem \o/
    Às vezes a gente fica: nossa, se eu fizer isso... Mas... E aí, quando a gente faz, vem algo desse tipo que nos surpreende <333 Às vezes fazer o que o coração diz, o que o coração tá quase que mandando, vale muito mais a pena! Fora que é meio complicado confiar nas pessoas (nunca sabemos os sentimentos que elas nutrem por alguém). De qualquer forma, gostei do texto... Me fez pensar um pouco e lembrar das músicas que me lembram outras pessoas ^-^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mayara!
      Muito obrigada, querida! Fico feliz que você tenha gostado do texto e do blog! :D

      Beijos!

      Excluir
  8. UAU..
    Liiindo texto. Aliás, lindo seu blog.
    Por acaso entrei, e adorei.
    Beijos e uma linda semana!

    ResponderExcluir