Via Flickr

Está se tornando tão difícil escrever. Os sentimentos têm ficado cada dia mais complexos, e as palavras têm perdido a força que costumavam ter. É como se nem um bilhão de caracteres seriam capazes de descrever o que sinto. Não sei descrever o vazio, não compreendo a saudade, não se lidar com o amor. Tudo é tão efêmero, tão instantâneo, tão vago. Como as luzes de natal, acendem e apagam, acendem e apagam.

Na minha vida, algo, uma hora é tudo, outra, é nada. Brilho, sem brilho, brilho, sem brilhou. Vivo em uma constante inconstância, em uma montanha-russa, em um mar de incerteza. A literatura se tornou a minha terapia, antes de escrever, preciso organizar meus pensamentos. A literatura se tornou o mapa de mim mesmo, eu me encontro através dela.

Ah, mas eu acho que agora vai hein haha.
Curtinho, mas é uma das minhas citações preferidas!
Beijão!