Resenhas

Trago seu amor de volta sem pedir nada em troca Ique Carvalho Ler a resenha
As Coisas Que Fazemos Por Amor Kristin Hannah Ler a resenha
Fortaleza Impossível Jason Rekulak Ler a resenha
Os Três Sarah Lotz Ler a resenha

Slide

Os lançamentosda Editora Arqueiro Confira a lista de livros que serão publicados neste mês! A editora traz livros incríveis para este final de ano.

A MALDIÇÃO DE HOLLOW (NORA ROBERTS) O tempo está acabando. Com o sétimo mês cada vez mais próximo, os nossos seis amigos precisam encontrar algo que detenha Twisse. A cada dia eles conseguem sentir o demônio cada vez mais forte e desta vez ele está usando o medo de cada um para tentar derrota-los.

A CASA DO LAGO (KATE MORTON) "A Casa do Lago" é um romance recheado de mistérios e aventuras. Nele você irá conhecer, a partir do ponto de vista de cada personagem, o mistério que envolve a famosa casa da família Edevane na Cornualha.

TwoDots: Every day should be an adventure

Postado por:

Tags:

Já disse aqui, várias vezes, que sou uma pessoa totalmente desligada do mundo. Não costumo instalar aplicativos no meu celular, além dos que eu já uso todos os dias: Twitter, Facebook, Instagram e Whatsapp. De resto, nunca olho a AppStore. Mesmo assim, um o jogo que me consquistou bastante foi o TwoDots. Além do gráfico perfeito, que encantam qualquer um, tem desafios incríveis e que prendem a atenção do jogador.

TwoDots está disponível para iOS e Android. Nele o jogador deve ligar pontos para vencer os desafios. Você irá passar por aventuras submarinas, montanhas em chamas, cidades de gelo e até lutar contra grandes monstros do mar e em montes de gelo. Para vencer, basta alcançar todos os pontos solicitados dentro das tentativas de jogadas disponíveis em cada fase,


Quote da semana

Postado por:

Quem sabe mais tarde

Postado por:

Tags:


Imagem fonte

Dia desses, lendo uma das crônicas da Martha Medeiros, me deparei com uma frase que me chamou a atenção. Dizia mais ou menos assim: "Se tem algo que não dilata espontaneamente é o tempo, ao contrário, está cada vez mais apertado". O texto falava sobre coisas onde é preciso forçar a barra, ou, como a própria autora descreveu, é preciso "extrair na marra". Não sei o que foi que me prendeu a atenção, que fez com que uma frase me perturbasse tanto, mas aconteceu.

Puxando na memória, fui tentando associar as coisas. Foi só no finalzinho do dia, na faculdade, que me dei conta, que eu consegui entender. Com tantas coisas que eu precisava (e não queria) fazer, percebi que fui elimando da minha lista coisas que eu queria fazer, fui exluíndo as minhas vontades.

Se você tem uma prova ou um trabalho gigante para fazer, automaticamente você tira da sua lista aquela saída do final de semana para sobrar mais tempo. O mesmo acontece no trabalho. Quando você se dá conta, o tempo está passando e os seus sonhos, desejos, vontades, vão ficando para trás.

Foi então que eu entendi o que ela quis dizer. Se não nos forçarmos a seguir o que queremos, o que desejamos, vamos permanecer presos naquela mesmice, enquanto o tempo trata de nos mostrar que a vida está passando e você está deixando tudo para mais tarde.

Uma nova fase: estamos de volta?

Se tem algo que sempre me anima é mudar o layout do blog. É como se fosse possível começar do zero, se reinventar, escolher um novo caminho. Não quer dizer que exista algo errado e que precisa se mudado. Só que mudanças fazem parte da nossa bagagem, é impossível evitá-las. Sem promessas. Quando chega a hora, é preciso abraça-las e seguir em frente para um lugar diferente.

Como sempre, nada de frases clichês prometendo manter o layout por mais tempo. Tudo o que posso prometer é manter o Dezoito Primaveras como ele sempre foi: um espelho desta blogueira cheia de incertezas, apegada as mudanças e certa que não achou o rumo certo. Hoje eu só quero a opinião de vocês. :) Assim como os outros, este layout foi feito com muito carinho e espero que vocês tenham gostado do resultado.

DEZOITO PRIMAVERAS - ONLINE DESDE 2012. DESIGN E PROGRAMAÇÃO POR MICHELLY MELO (Eu!). Todos os direitos reservados