Da série de clichês que todo mundo ouve

Postado por:

Tags:



É engraçado como muitas vezes fugimos da verdade, seja ela qual for. Quando sentimos que estamos expostos demais tratamos de arranjar um pretexto para sair de cena. Não adianta negar, dizer que você é forte o suficiente para aguentar tudo o que der e vier. Essa é a mentira que mais repetimos diariamente sem nos darmos conta. Todos nós temos um ponto fraco, algo capaz de mexer com a nossa estrutura. Pode ser um amor, a família, amigos, trabalho, etc. Seja o que for, ninguém é feito de pedra. Sentimos e sentimos muito (por vezes acredito que sentimos até demais). Mas a questão é: não estamos imunes a nenhum tipo de sentimento, seja ele bom ou ruim. A diferença é a forma como o enfrentamos.

Já li diversos autores escreverem que “a dor precisa ser sentida”. Não acredito nisto, talvez não completamente. Acredito sim que toda dor tem um prazo de validade, um tempo de permanência. Sempre caímos naquele clichê básico: o tempo cura tudo. E na minha opinião falta algo ali. O tempo não cura, ele nos dá espaço para recuperarmos o folego e escolhermos um novo caminho. Um caminho que você só poderá seguir se estiver livre, sem excesso de bagagens, levando apenas o necessário. Não adianta tentar ir em frente com o peso do passado. Por isso, acredito que o tempo anda ao nosso lado nos dando espaço para pegar impulso e nos mostrando que podemos mudar, que podemos escolher algo novo.
  1. Respostas
    1. Sim, sim flor! O texto é meu. :)

      Beijinhos

      Excluir
  2. Eu também não acredito muito nesses clichês. Acho que é preciso sim sentir um pouco de dor para ver que você precisa se livrar dessa coisa. Seja um sentimento, alguém que está fazendo mal ou alguma situação ruim que esteja acontecendo. Os "tapas" na cara servem para a gente ver que algo precisa ser mudado e acho que vale a pena. Só é difícil se livrar das bagagens, sentimentos e lembranças mas quando isso acontece é como se tirarem o mundo das nossas costas, hehe.

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siim, Bia!
      Além do bem que possa nos fazer mais frente, é capaz de nos ensinar muitas coisas.

      Beijos!

      Excluir
  3. Amei o texto, muito bonito!

    http://www.whoisllara.com/

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito do texto, essa parte de que o tempo nos da espaço pra buscar outro caminho, nunca tinha me dado conta disso. Com certeza é pura verdade :)
    PS: vim pelo rotaroots
    Um beijão e até mais.

    www.queridaga.com

    ResponderExcluir
  5. Também concordo, não acredito que a dor precisa ser sentida. Sabe aquela coisa de "eu não preciso vivenciar pra saber que se eu pular do décimo andar eu vou morrer"? Pra mim é a mesma coisa. Eu acho que precisamos passar pelas dificuldades da vida pra podermos crescer mas elas não precisam ser doloridas. Seu texto ficou super objetivo e preciso. AMEI! =)

    http://quasedemanha.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Isa!
      Ah, concordo totalmente com você! Precisamos sim passar por todas as experiência (sejam elas boas ou ruins), mas não precisamos viver com elas. Viver carregando um fardo pelo resto da vida.

      Beijos!

      Excluir
  6. Que texto agradável e leve de ler! Eu adorei!
    Realmente, têm certos clichês que eu também não acredito, eu acho que, para algo acontecer a própria pessoa tem que fazer acontecer e não uma frase que todos dizem ser o "óbvio".
    Beijão

    www.blogsoudelua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. O tempo é um fator essencial para seguirmos em frente, e você tem razão...ele sempre vai nos dar o espaço que precisamos para recuperar as forças.

    Beijos,
    Radioativa Fluffy

    ResponderExcluir

DEZOITO PRIMAVERAS - ONLINE DESDE 2012. DESIGN E PROGRAMAÇÃO POR MICHELLY MELO (Eu!). Todos os direitos reservados