Resenhas

Trago seu amor de volta sem pedir nada em troca Ique Carvalho Ler a resenha
As Coisas Que Fazemos Por Amor Kristin Hannah Ler a resenha
Fortaleza Impossível Jason Rekulak Ler a resenha
Os Três Sarah Lotz Ler a resenha

Slide

Os lançamentosda Editora Arqueiro Confira a lista de livros que serão publicados neste mês! A editora traz livros incríveis para este final de ano.

A MALDIÇÃO DE HOLLOW (NORA ROBERTS) O tempo está acabando. Com o sétimo mês cada vez mais próximo, os nossos seis amigos precisam encontrar algo que detenha Twisse. A cada dia eles conseguem sentir o demônio cada vez mais forte e desta vez ele está usando o medo de cada um para tentar derrota-los.

A CASA DO LAGO (KATE MORTON) "A Casa do Lago" é um romance recheado de mistérios e aventuras. Nele você irá conhecer, a partir do ponto de vista de cada personagem, o mistério que envolve a famosa casa da família Edevane na Cornualha.

Amor (próprio) em primeiro lugar

Postado por:

Tags:


Todos os dias eu leio textos e mais textos induzindo o leitor a acreditar em velhos clichês do tipo: "nunca desista de alguém que você não consegue passar um dia sem pensar", ou mesmo "amor é quando você tem todos os motivos para desistir de alguém, e não desiste". Bobagem. Não existe isso de fórmula para uma vida feliz e plena ao lado de que se ama. Não é porque você acha que está na pior fase da sua vida que então você vai acreditar que tudo o que está te fazendo mal é o que irá te fazer feliz no futuro. Meu bem, não sabemos nem se o amanhã irá existir. Então para que acreditar em algo tão instável e ilusório?

O amor não pode ser medido e muito menos racionalizado. Pecamos tanto nisso, perdemos instantes valiosos tentando controlar e entender o que acontece com o nosso coração. Tentamos fazer com que a cabeça traduza da maneira mais simples o que o coração está gritando.

Amor nenhum deve ser mendigado. Isso sim deveria se repetir aos montes por aí. Não existe isso de querer sair por cima mandando indireta nas redes sociais, só para mostrar que você está feliz. Nunca fui capaz de entender isso. É como se ao ver a sua publicação o serzinho abençoado ouvisse o barulho da ficha caindo e milagrosamente decidisse que é você quem ele/ela ama. Por favor, meu bem, só pare com isso.

Acredite, se a pessoa não foi capaz de perceber durante todo o relacionamento que é você com quem quer ficar, não queira passar o resto da sua vida esperando que ele/ela perceba. A vida é uma só.

Uma dica que vale para vida toda: amor próprio em primeiro lugar. É difícil botar em prática? É claro que sim. Ninguém irá te mostrar com fazer. No começo tudo é complicado, sempre encontramos algo que nos faz querer desistir. Mas por esse tipo de amor vale a pena insistir até o fim.

Chegou a Bienal do Livro 2016

Postado por:

Tags:


Confesso que estava cheia de expectativas para a Bienal deste ano. Fora os estandes que estão cada vez mais decorados e surpreendentes, os preços dos livros aumentaram na mesma proporção.

Montei o roteiro e visitei todas as editoras que esperava encontrar os livros que estão na minha lista de desejados. A organização está ótimas, mas dentre todas, a que mais encontrei livros com preços bons, foi no estande da Sextante. Vi livros INCRÍVEIS e que estava esperando o preço baixar, por R$ 9,90. Lançamentos como o livro do Matheus Rocha, estavam por R$ 25,90. O que não me pareceu caro, comparado com o estande da Intrínseca onde o livro "Depois de você" estava por R$ 39,90. Sendo que em uma busca rápida na internet, você consegue encontrar o mesmo livro por R$ 29,90.

Fora isso, a Bienal está puro amor. O melhor estande (e se você ainda não viu, vale a pena reservar um tempinho para visitá-lo) é o da Editora Rocco. Este ano eles trouxeram como tema a saga "Harry Potter". Toda a decoração é inspirada no universo criado pela J. K. Rowling e ficou lindo demais. <3

Separei algumas das fotos que tirei no sábado.







E por fim, aqui estão os livros que eu comprei. Resolvi deixar de lados os lançamentos e comprar os que já estavam na minha lista a muito tempo.

Pagan John: Show no Auditório do Ibirapuera

Faz um semana que estou tentando parar e escrever algo para cá, mas faltou ânimo, faltou coragem e faltou tempo. Acho que perdi o hábito de sentar e escrever, perdi a criatividade.

Mas eu não poderia deixar de falar sobre o show incrível que rolou no dia 19 deste mês. Quem me acompanha no Twitter, sabe que eu falei muito (muito mesmo, não foi pouco) sobre esse show. Desde que eu descobri a banda, já virei fã e torço muito pelo sucesso deles.

Pagan John é uma banda de folk que teve a chance de se tornar conhecida em todo o país durante o programa Super Star, da Globo. Com músicas delicadas, simples e que encantam, é impossível não se surpreender com o talento deles.

Além do lançamento do EP Inesperado, o show foi a gravação do primeiro DVD da banda e teve grandes nomes como convidados: Lucas Lima, Sophia Abraão, Little Nation e Gabriel Milliet.

Sim, obviamente eu não gravei e tirei pouquíssimas fotos. Não sou o tipo que faz vídeos/fotos durante o show, prefiro não perder nenhum detalhe (fora que só daria para ouvir os meus gritos haha). Além do mais, logo logo teremos o DVD. <3









As Fases da Lua - Editora Gutenberg


Antes de qualquer comentário, quero dizer que eu estou apaixonada por este livro. Ele foi uma surpresa e das boas.


Escrito por cinco grandes autoras, “As Fases da Lua” traz contos leves, românticos e inspiradores. O que eu mais gostei? O cuidado que cada autora teve ao construir sua história. As personagens são tão reais que é impossível não se identificar com elas.


Em sua primeira fase, a lua crescente nos apresenta a Alice. Uma garota cheia de atitude, de resposta fácil e decida a conquistar o mundo. Após o nascimento da sua irmã as comparações foram inevitáveis. Valentina era a bonequinha (e a queridinha) da família, enquanto Alice era o tipo de garota que todos diziam que “vai dar trabalho”. É por isso que Alice considera sua tia Antônia como uma mãe, ela é a única que lhe deu carinho.

Decidida a deixar a sua pequena cidade para trás e com a certeza da aprovação na primeira fase do vestibular, Alice sonha com o seu futuro em São Paulo.

O tempo da espera pela segunda fase do vestibular veio para mudar os seus planos. Alice apaixona-se perdidamente por Gustavo, vocalista de uma banda da cidade. O cara é lindo, canta muito bem e também está afim dela. Ela deixa os estudos de lado e os dois passam a maior parte do tempo juntos. Até que acontece o que menos esperava. Com a reviravolta na sua vida, ela descobre, tarde demais, quem o garoto realmente é. Junto com sua tia Antônia, passa pelo o que imaginava ser a pior parte da sua vida.

Depois da segunda fase do vestibular, Alice realiza o seu sonho. Enfim, na cidade grande com os seus melhores amigos – Maurício e Carlos – sonha em esquecer tudo o que viveu. Até descobrir que seu ex-namorado está em um novo relacionamento e com alguém próximo dela.

Talvez a história mais real deste livro. A vida de Alice não é nada diferente do que acontece com muitas meninas e a autora soube explorar isto de uma forma verdadeira e incapaz de passar despercebido. A escrita é leve, clara e emocionante. Dando um belo início ao livro.


A segunda fase é da lua cheia e traz junto com ela a Lena, uma mulher extremamente ansiosa e apaixonada por Eduardo (ou Du), um cara que some e aparece quando quer. Lena é professora de artes e detesta o trabalho que tem. Ela sonha em poder viver apenas das suas ilustrações. Mas todas as suas energias para correr atrás desse sonho são desperdiçadas com o Du. Os dois se conheceram há um ano e desde então ele passa semanas ou mesmo meses sem falar com ela e volta quando quer sair.

Certo dia, uma amiga da época de colégio – Guilia – manda uma mensagem para Lena. Giulia foi morar na Itália quando elas estavam no nono ano e com o tempo perderam o contato. As duas conversam pouco, pois Lena está focada em acompanhar a vida de Du em todas as redes sociais, até que descobre que ele está namorando.

Decidida a esquecer a sua paixão, Lena vai para a Itália passar alguns dias com sua antiga amiga que acabou de perder o pai.

Diferente do que esperava, a sua ida até a Itália vai lhe ensinar muito e fazer com que volte a acreditar no que sabe fazer melhor: desenhar. Lena terá a chance reconquistar a sua confiança e descobrir que a vida pode ser mais interessante se conseguir desapegar do passado.

Ainda não sei dizer se isso é bom, mas me surpreendi com a forma que eu me identifiquei com a Lena. A sua obsessão por algo que não lhe faz bem é tão comum no que vemos todo dia, que é impossível não se enxergar nela. Essa é uma história de autoconhecimento e cheia de romance.


A lua minguante é a terceira fase do livro. Só Deus sabe o quanto eu me emocionei com essa história, chega a ser difícil descreve-la sem soltar algum spoiler, o que posso dizer é que tudo nela é sobre o amor. O amor que resiste a tudo, mesmo que o destino insista em muda-lo.

Bruna é uma mulher inteligente e dedicada ao que gosta de fazer. Noiva do seu melhor amigo de infância, ela sonha com a volta de Guilherme ao Brasil. Ele é o tipo de príncipe dos contos de fadas: é bonito, inteligente e está sempre preparando alguma surpresa para Bruna. Gui está nos Estados Unidos estudando para o MBA e logo estará de volta ao Brasil.

O amor deles resistiu à distância e ainda assim parece que eles estiveram juntos toda uma vida. São como os casais perfeitos que tanto vemos nos filmes, mas a vida se mostra surpreendente. Quanto mais tentamos controla-la, mais descobrimos que tudo pode mudar e nos mostrar que nem sempre acontece como desejamos.


A quarta fase traz a lua nova e com ela a história da Dora, uma oftalmologista dedicada e reconhecida pelo seu trabalho. Depois de seu último namoro com Tadeu, Dora deixou para trás o amor e focou na sua carreira, disposta a esquecer das marcas que esse relacionamento deixou em sua vida.

Durante um congresso em Salvador, enquanto aguarda a próxima palestra, Dora conversa ao celular, pelo viva-voz, com Sarah. Sua melhor amiga não consegue aceitar que ela se negue a entrar em um novo relacionamento, que se deixe envolver por um novo amor e pede para que sua amiga divirta-se mais. Ao entrar distraída no elevador, um desconhecido lindo, alto e com um sorriso arrebatador, acaba ouvindo toda a conversa. Dora não consegue pensar em mais nada e teme que isso possa abalar os seus sentimentos que já estavam perfeitamente organizados.

Uma história encantadora. É difícil dizer qual conto me chamou mais a atenção, mas definitivamente esse me surpreendeu. A cada página a minha torcida por ela foi aumentando e me deixando curiosa para saber o desfecho. É uma história muito bem construída e que não foca apenas no amor, mas também na amizade.


Por último, a lua azul. Com ela conhecemos Destiny (ou Des), que perdeu a mãe após uma overdose, nunca soube que era o seu verdadeiro pai. Des agora é filha adotiva por um Gail e Peter e tem um péssimo emprego.

Enquanto todos estavam encantados pela lua azul, realizando piqueniques e festas para celebrar, Des não dava nenhuma importância para isso. Até que encontra com um morador de rua conhecido por suas previsões sobre o fim do mundo e diz a ela: "Ache seu rumo, menina, antes que a lua exploda todo seu azul sobre você.". Com medo, ela tentar encontrar um significado para o que está acontecendo, Des percebe que há muitas coisas na sua vida que precisam ser repensadas e que precisa mudar.

Acho que foi o único que me decepcionou um pouco. A história é bem construída, a autora faz com que o leitor pense em vários pontos da vida, mas achei que a história foi rápida demais.


No geral, o livro é maravilhoso! Adoro livros com contos e todas as autoras criaram histórias emocionantes. A leitura é cativa o leitor ao ponto de se tornar extremamente rápida, mesmo para um livro de 350 páginas,


Este livro foi enviado pelo Grupo Editorial Autêntica // Conheça os livros da Editora Gutenberg.

Julho: Favoritos da Blogagem Coletiva

Postado por:

Já falei um pouquinho sobre a Liga Blogesfera aqui no blog. Depois que resolvemos aderir a blogagem coletiva, conheci blogs lindos e com conteúdo incrível. No mês de Julho separamos temas que me animaram bastante e resolvi separar algumas postagens.

"O que me inspira?" no blog da Maria Carolina me encantou, ela falou sobre séries, música, família e viagens. Não deixem de conferir a postagem dela.

"Saia da rotina", postagem feita pela Eve Scintilla no blog Depois da Moderação.

"Blogagem Coletiva - O que me inspira!" no blog Cabeça de Aquário ficou incrível. <3

"Heróis da Infância" no blog Prestes a Voar.

***

Não perca a chance de participar da próxima blogagem. Os temas de Agosto foram liberados e você pode conferir na Liga.

Chegou ao fim

Postado por:

Tags:


A gente tenta, insiste um pouco mais, perdoa um pouco mais e sonha um pouco mais... Mas para que? A cada chance que a gente dá, é só mais uma oportunidade de nos decepcionar, de perceber o quanto a nossa ingenuidade cresce numa velocidade absurda. Não sou pessimista, nunca fui. A verdade é que em algum momento da vida nós aprendemos que esperar demais e confiar demais só nos faz andar para trás.

Aprendemos da maneira mais difícil (e talvez a mais necessária) que existe o momento certo para aceitar que já não dá mais. Não que isso significa que chegou ao fim de uma história. O dia de amanhã a Deus pertence, mas o hoje você pode e deve usá-lo com sabedoria. Não decida pensando no que irá acontecer em outro momento, ou em outro dia. Decida pensando no que você tem em mãos, com as atitudes que te levaram a este instante. Não vai ser fácil, nunca é... E isso ninguém te ensina também, você aprende e algumas vezes, aprende da pior forma.

Então é isso mesmo: desapegar?! Para que? Para ser feliz, talvez. Para voltar a sonhar e acreditar que coisas boas acontecem a todo momento, em qualquer lugar e com todos, inclusive com você. Quando acreditamos que podemos deixar para trás algo que nos faz mal, a vida torna-se mais leve, mais simples. Acredite, escrevo esse conselho com sinceridade, com a certeza de quem apanhou muito do apego por coisas e pessoas que não valiam a pena.
DEZOITO PRIMAVERAS - ONLINE DESDE 2012. DESIGN E PROGRAMAÇÃO POR MICHELLY MELO (Eu!). Todos os direitos reservados