Maya vive com os seus próprios fantasmas. Capitão do exército americano, Maya é uma exímia atiradora, de personalidade forte, decidida e com uma filha de apenas dois anos. Ela serviu pela última vez no Iraque e um de seus regastes causou a morte de alguns civis. Maya foi forçada a pedir dispensa, quando um site divulgou um vídeo de sua missão.

Desde então os sons do helicóptero que ela pilotava e os pedidos de socorro dos recrutas a aterrorizavam. Todos acreditavam que o seu sentimento de culpa, pela morte de civis, fosse o único motivo para os seus pesadelos. Mas ela sim tinha consciência dos seus fantasmas. Ela sabia que se o áudio daquele vídeo fosse divulgado arruinaria a sua vida.

Alguns meses antes de voltar da guerra, sua irmã foi cruelmente torturada e assassinada. Claire trabalhava na empresa da família Burkett junto com Joe – marido de Maya. Uma família extremamente rica a qual Maya sentia-se deslocada. Tudo nos Burketts lembravam os filmes americanos. Desde o campo de futebol dentro da propriedade, até mesmo a biblioteca luxuosa com nome próprio. Depois de anos na carreira militar, era um luxo ao qual ela não seria capaz de se acostumar.

De volta da guerra, Joe é assassinado e Maya foi a única testemunha do crime. Quando, dias após o crime, uma câmera escondida grava seu falecido marido brincando com a sua filha na sala de casa, as dúvidas começaram a surgir em sua mente. É possível acreditar no que ela viu no dia do assassinato? Seria possível que Joe estivesse vivo? Não seria a primeira vez que ela tem algum tipo de alucinação, afinal a sua última missão vem aterrorizando as suas noites desde então.

Conforme os dias passam, a investigação comprova que tanto a sua irmã como o seu marido foram mortos pela mesma arma e tudo o que Maya acreditava conhecer desmorona a sua frente. Sem um motivo para o crime, Maya irá agir por conta própria para encontrar a verdade. Quanto mais ela imagina estar perto de descobrir mais ela se vê em meio a dúvidas e mentiras.

O que acontece quando você descobre que as pessoas em que confiava guardavam segredos?

Dizem que não é possível enterrar o passado.Talvez seja verdade, mas o que isso significa de verdade é o seguinte: os traumas do passado reverberam e ecoam até o presente e assim permanecem vivos, o que não era lá muito diferente do que Maya estava pensando.



Mais uma história muito bem construída pelo Harlan Coben ❤. Neste novo livro, o autor comprova o quando é capaz de controlar e esconder os fatos até que ache necessário mostra-los ao leitor. Durante a história o leitor será levado a imaginar diversos desfechos e nenhum deles será comprovado até o último capítulo.

Assim como os outros livros do autor, A Grande Ilusão vale muito a leitura. A história fluí com muita rapidez e sempre instigando o leitor.